sábado, 5 de março de 2016

O Poder da luz...

O PODER DA LUZ INTERIOR EM VOCÊ 
 Marcador:   Artes & Cultura

"NÃO TE VANGLORIES Ó HOMEM  do teu corpo porque foi formado primeiro, nem de tua mente porque nela repousa e reside a tua Alma.
Não será o dono da casa mais honorável que suas belas paredes...

Teu corpo: 

é como o orbe da terra; 
e teus ossos, os pilares que sustentam em sua base... 

Portanto;

reverencies teu criador e lembre-se: 
Somente tu, és capaz de falar. Maravilha-te ante esta gloriosa prerrogativa e retribui a Ele que a concedeu o louvor racional e agradável, ensinando a teus filhos a sabedoria, instruindo na piedade o fruto de tuas entranhas..."

>Olhe para o céu e deixe a luz do sol entrar em sua vida, e ela nunca se extinguira,  e quando a noite chegar, as estrelas também se ascenderão para também te iluminar...


"Mas lembre-se;  o sol não é Deus, embora seja nas alturas sua imagem mais nobre; ele ilumina o mundo com sua radiosidade, e seu calor da vida às espécies

e aos produtos da terra, admira-o como criatura e instrumento de Deus, 
mas não o reverencies..."   




Fr Valério p lopes

A vós confio - RC
AMORC



quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

O Elixir da juventude

>Bactéria antiga promete prolongar vida até os 140 anos... 

Marcador: Ciência  & tecnologia

>Organismo encontrado em solo siberiano aumenta resposta imunológica. Mas, apesar do sucesso dos experimentos, novas pesquisas serão necessárias antes de iniciar produção industrial da solução.


Durante uma expedição à Iakútia, no nordeste russo, o cientista Anatóli Bruchkov encontrou amostras da bactéria Bacillus F sob a camada de permafrost (solo constituído por terra, gelo e rochas congeladas) e, desde então, realiza experimentos em ratos e em si mesmo para provar sua teoria: esse organismo de quase 3 milhões de anos teria efeito rejuvenescedor.

“Ficamos surpresos com o fato de esse organismo não revelar, à primeira vista, sinais de envelhecimento”, diz Bruchkov, que chefia o Departamento de Geocronologia da Faculdade de Geologia da Universidade Estatal de Moscou (MGU, na sigla em russo).  “Meus colegas e eu multiplicamos a bactéria e começamos a estudá-la.”

Descobriu-se que, apesar de sua semelhança com as células humanas, a bacteriana vive por um período mais longo. “Começamos a injetar em ratos uma solução contendo Bacillus F e descobrimos que eles viviam de 20 a 30% mais do que o habitual”, acrescenta.

Vírus gigante de 30 mil anos é descoberto na Sibéria

“Curiosamente, as bactérias morriam assim que entravam no organismo, mas, ao mesmo tempo, os ratos pareciam ter nascido de novo”, conta o biólogo Vladímir Repin, que era chefe do laboratório quando as pesquisas foram iniciadas.

“Imagine um rato velho que está chegando ao fim dos 600 dias de expectativa de vida. De repente, após a inoculação, ele começa a se comportar como um jovem”, continua Repin. “Todos os indicadores do organismo se normalizavam, e os ratos viveram por mais um ano, quase um terço a mais do que o tempo habitual.”
Quando se tornou evidente que o Bacillus F aumentava a imunidade e após ter estudado todos os possíveis efeitos colaterais, Bruchkov resolveu testar a solução em si mesmo. Os comentários céticos de colegas não o afastaram de seu objetivo, e em pouco tempo a solução passou a ser chamada de “elixir da juventude”.
Vida longa ao experimento
Os cientistas envolvidos no projeto supõem que o Bacillus F permitirá as pessoas a viver até os 140 anos. Porém, especialistas garantem que há necessidade de promover novas experiências e, portanto, ainda é cedo para se falar em produção industrial da solução.
“A bactéria provocar uma resposta mais forte do sistema imunológico do que quando outros microrganismos penetram no organismo. A imunidade aumenta drasticamente – isso é fato. Mas, ainda não está claro como é a ação do bacilo em longo prazo” diz Nadejda Mirónova, esquisadora do Instituto de Biologia Química e Medicina Fundamental, na Sibéria.
Duas substâncias que possuem propriedade imunorreguladora – o glutamato e a taurina – seriam os “motores” das bactérias que induzem respostas do sistema imunológico, segundo os cientistas, que também descobriram no bacilo mais 600 genes antes desconhecidos.
“Tenho certeza de que entre esses genes vamos encontrar aquele que é o responsável pela longevidade”, afirma Vladímir Mélnikov, membro da Academia Russa de Ciências e diretor do Instituto da Criosfera da Terra.
Mais informações: Gazeta Russa






sábado, 9 de janeiro de 2016

► Leia o livro "Minha Luta" - de Adolf Hitler


Livro "Minha Luta" - Adolf Hitler 

Marcador Artes & Cultura
"Minha Luta" - Adolf Hitler
Minha Luta (Mein Kampf, no original alemão) é uma obra de autoria do líder nazista Adolf Hitler, e que combina elementos autobiográficos com a descrição de sua ideologia política.

A obra tem origem direta no mal sucedido "Putsch da Cervejaria", onde o partido nazista havia tentado derrubar o governo da Baviera, em 9 de novembro de 1923. Inspirado pelo sucesso de Benito Mussolini na Itália, este seria o primeiro estágio na derrubada da República de Weimar (nome dado popularmente à Alemanha do período entre-guerras). Hitler exorta seus partidários a realizar o golpe em meio a uma reunião dentro de uma cervejaria, a Burgebräukeller, e o resultado é a morte de 16 nazistas e a prisão dos envolvidos, entre eles, o próprio líder nazista.
Condenado a uma pena de cinco anos no forte Landsberg, Hitler serviria apenas nove meses, que seriam porém, suficientes para conceber o livro que se tornaria mundialmente conhecido como "a bíblia do nazismo". Destinado a um público em particular, os membros do partido nacional-socialista (nazista), o livro logo se torna popular entre o público alemão, permitindo a Hitler acumular uma boa soma em direitos autorais. Durante a administração nazista, era costume oferecê-lo a recém-casados, a soldados prestes a servir, e era ensinado nas escolas primárias de toda a Alemanha. 
O livro na verdade está dividido em dois volumes, sendo o primeiro originalmente publicado em 1925 e o segundo em 1926. Com um discurso e narrativa própria, o texto estava marcado pelo radicalismo e pela violência, buscando ao mesmo tempo responder perguntas que afligiam à sociedade alemã, entre elas uma crucial: a razão da perda da guerra, a qual atribuiu aos judeus e aos comunistas, que seriam inimigos do povo alemão e de seu progresso. Pregava ainda a volta do império e uma retomada no sentimento de orgulho alemão, além de um ódio pelo liberalismo e sua consequente modernidade democrática. Curioso notar que seu livro não dá uma descrição pormenorizada do que seria o nacional-socialismo, ao mesmo tempo que seu movimento ia estabelecendo laços com empresários e financistas.
Com o final da Segunda Guerra, o livro torna-se um dos documentos que irá provar os crimes de guerra nazista, pois, afinal, o programa de atrocidades nazista está todo esquadrinhado nele, e apesar de ter sido um best-seller durante o regime nazista, o questionamento acerca de se a população alemã leu com atenção o conteúdo da obra permanece uma questão em aberto.
Hoje, o Mein Kampf segue proibido em muitos países, inclusive na Alemanha, devido ao conteúdo de intolerância política, religiosa e racial que este apresenta. Em outros porém, como a Turquia, tornou-se recentemente um best-seller. O fato é que o livro permanece como o documento primário para se entender a doutrina nazista, e o porquê da necessidade desta de ser combatida...




Creditos: 
 Emerson Santiago
Ps Valério p  lopes





quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

Feliz Natal 2015

Marcador - postagens
A todos amigos visitantes deste blog um feliz natal e boas festas